10 dez

Como o que gosto, mas nem tudo eu posso

Vou lhe ser sincero: eu adoro comer. Sempre gostei de comer tudo aquilo que é proibido em excesso como fritura, doces, sorvete e outros. Essa minha compulsão por alimentos “não” saudáveis começou quando ainda era pequeno. Apesar disso, por incrível que pareça nunca fui fã de mc donalds, bobs, burger king e os demais fast foods que temos por aí. Comer alimentos gordurosos e cheios de açúcar fazia eu me sentir empanzinado e saciado ao mesmo tempo, e ainda por cima eu achava isso o máximo.

fastfoodO tempo foi passando, eu fui engordando, as pessoas foram comentando e mesmo assim achava que era exagero de todos. Um dia estava em casa no meu sedentarismo habitual quando de repente senti uma forte dor no estômago. Aquela era uma dor que eu não conseguia suportar, pois pareceria que algo estava cortando o meu intestino. Eu me contorcia muito e não sabia o que fazer. Não tinha nem forças para chamar ninguém porque a dor era muito intensa. Depois de alguns segundos de dor consegui dar um grito de desespero chamando minha esposa que veio rapidamente.

Só consegui apontar para o local da dor quase desmaiando. Ela rapidamente ligou para um parente que me levou para o hospital. Os médicos iniciaram os exames mais aparentemente não era nada tão grave como uma hemorragia interna. Fui medicado para conter a dor e só aí comecei a explicar o que eu tinha feito durante o dia para o médico tentar descobri o que poderia ser. Ele passou uma bateria de exames até que constatou algo que eu não estava pronto para ouvir: eu acabara de me tornar alérgico ao glúten.

Aquele diagnóstico me deixou perplexo e bem pra baixo, pois até então eu não sabia do que realmente se tratava aquela doença e cheguei até a pensar que morreria em pouco tempo. Passado os primeiros dias busquei coragem e resolvi procurar entender e conhecer melhor essa enfermidade. Foi ai que descobri que era uma doença muito comum no mundo inteiro e que os portadores dessa anomalia viviam normalmente com apenas algumas mudanças na sua alimentação.

Em todos os sites que pesquisava na internet haviam inúmeras receitas de alimentos para celíacos (os portadores dessa doença), mas nada parecia tão gostosa. Foi aí que fazendo uma pesquisa mais profunda e minuciosa descobri o site 200 Receitas Sem Glúten, até então o site onde encontrei as melhores e mais deliciosas receitas para os intolerantes ao glúten.

A partir desse momento nunca mais passei sufoco na hora de me alimentar, pois até minha esposa e meu filho passaram a usufruir da mesma alimentação que eu. Já teve até um almoço que fiz na minha casa onde convidei vários amigos para eles provarem um cardápio feito com receitas para celiacos e eles adoraram.

E é assim que tem que ser, pois as pessoas muitas vezes não sabem do que se trata uma determinada doença, fazendo dela um bicho de sete cabeças quando na verdade é algo que pode ser tratado e convivido normalmente sem que tenha nenhum problema.

Veja aqui uma receita feita exclusivamente sem glúten:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *